Parcelamento IRPF 2019: Como Funciona, Juros, Pagamento

Para quem está com o orçamento apertado à solução pode ser fazer o parcelamento IRPF 2019.  Ficou interessado? Tá em dúvida de como funciona? Acompanhe a seguir mais detalhes do parcelamento IRPF 2019. Veja no texto!

Parcelamento IRPF 2019
Parcelamento IRPF 2019

IRPF 2019

Hoje o Imposto de Renda 2019 é um dos tributos mais importantes do país e possui competência federal. Sua declaração é obrigatória para todas as pessoas que receberam ganhos acima de valor mínimo.

Diante disso, a declaração de ajuste anual precisa ser feita para verificar créditos ou débitos para restituição do imposto.

O cálculo do imposto de renda deve ser feito com base em sua renda. Portanto, é preciso que o valor da alíquota seja proporcional.

Além disso, os usuários que tiverem uma renda inferior ao valor mínimo têm a sua declaração isenta. Para fazer a declaração basta entrar na página federal, baixar o programa ReceitaNet e declarar pela internet.


Como funciona o parcelamento IRPF 2019

A opção de parcelamento permite que o contribuinte consiga fazer o procedimento e garanta o benefício. No entanto, o parcelamento do IRPF pela Receita Federal deve ser feito do seguinte modo:

  • O contribuinte pode fazer o pagamento em cota única, seja a vista assim o contribuinte liquida o imposto;
  • Caso escolha fazer com pagamento parcelado, ele recebe a parcela do parcelamento com incidência na taxa de juros chamada de Selic.

No entanto, antes de definir a opção é preciso analisar todas as questões. Ou seja, é preciso verificar se é vantajoso. Lembrando que:

  • O pagamento parcelado está disponível para qualquer contribuinte do IRPF 2019;
  • O parcelamento deve ser feito pela Receita Federal, assim permite a incidência básica de juros da economia, nomeada como SELIC;
  • Com o parcelamento ocorre o reajuste das parcelas, ou seja, elas variam conforme a evolução da taxa, portanto, o valor pode mudar.

Diferenças entre o pagamento a vista e parcelamento IRPF 2019

Para auxiliar o contribuinte e ajudar na hora de definir qual a melhor forma de pagamento é preciso ter conhecimento das opções.

Deste modo, as principais diferenças com a vista ou com parcelamento IRPF 2019, são:

  • O contribuinte pode quitar uma única parcela caso escolher a opção de pagamento a vista. No entanto, no parcelamento ocorre com uma mensalidade que varia de valor devido à taxa Selic;
  • A vista não ocorre à incidência Selic, enquanto no parcelado já tem;
  • O parcelamento só pode ser feito nas instituições parceiras vinculadas e credenciadas pela Receita Federal;
  • O parcelamento é feito apenas em débito automático.

Pagamento do parcelamento IRPF 2019

O pagamento do saldo do Imposto de Renda pode ser feito em até 8 quotas, sendo mensais e sucessivas. No entanto, elas não devem ser inferiores a R$ 50,00.

Sendo assim, o parcelamento IRPF 2019 do imposto no inferior a R$ 100,00 deve ser recolhido em quota única. Deste modo, o pagamento deve seguir a primeira quota e não possui o acréscimo.

Já a 2ª quota recebe o de 1%. O valor das demais quotas devem ser acrescidos juros equivalentes à taxa referencial.

A taxa segue o Sistema Especial de Liquidação e de Custódia (Selic), para títulos federais, acumulada mensalmente, calculados a partir de 2018 até mês anterior ao do pagamento e de 1% no mês do pagamento.

Nota: não é liberado o recolhimento do imposto de valor inferior a R$ 10,00.


Juros do parcelamento IRPF 2019

Os vencimentos do parcelamento IRPF 2019 ainda não foram divulgados. No entanto, abaixo tem a data mais atual e o valor dos juros confira a seguir:

Pagamento – Vencimento das Quotas

Quota

Vencimento

Taxa de juros aplicável para pagamento no prazo

1ª ou quota única

29/04/2017

31/05/2017

1%

30/06/2017

Taxa Selic de maio + 1%

29/07/2017

Taxa Selic acumulada (maio e junho/2016) + 1%

31/08/2017

Taxa Selic acumulada (maio, junho e julho/2016) + 1%

30/09/2017

Taxa Selic acumulada (maio, junho, julho e agosto/2016) + 1%

31/10/2017

Taxa Selic acumulada (maio, junho, julho, agosto e setembro/2016) + 1%

30/11/2017

Taxa Selic acumulada (maio, junho, julho, agosto, setembro e outubro/2016) + 


Contato IRPF

Caso exista alguma dúvida sobre o parcelamento IRPF 2019, utilize o contato a seguir:

  • Telefone: 146 (ligações no Brasil) ou (55) (11) 3003 0146 (exterior).

Simulador IRPF 2019: Cálculo Imposto de Renda

Muitas dúvidas ainda pairam na cabeça de muitos brasileiros sobre o Imposto de Renda para Pessoa Física. Qual o valor a ser declarado, como calcular as alíquotas e muito mais. A Receita Federal criou o simulador IRPF 2019 para ajudar nesses cálculos. Conheça mais sobre o simulador IRPF 2019 e veja como utilizá-lo.

Simulador IRPF 2019
Simulador IRPF 2019

Você, que está aflito com os inúmeros cálculos que devem ser feitos para preencher a declaração do Imposto de Renda para Pessoa Física, já não precisa mais se desesperar.

A Secretaria da Receita Federal do Brasil disponibilizou pela internet um simulador. Essa ferramenta vai te ajudar a calcular o Imposto de Renda mensal e anual. Você precisará apenas informar os seus rendimentos tributáveis e as deduções.

Com essas informações, você confere o resultado do valor do imposto e das alíquotas efetivas.

Afinal, quem deve declarar o IRPF?

Toda pessoa que tenha ganhos acima do valor determinado pela Receita Federal deve fazer a declaração do IRPF.

Anualmente, o cidadão deve enviar a sua declaração a Receita Federal, geralmente entre março e abril. A Receita Federal é responsável por verificar se os ganhos que você teve coincidem com os pagamentos realizados para o Governo.

✓ Veja mais em:
   Programa IRPF 2019
   Restituição IRPF 2019
 

Enquanto as informações sobre 2019 ainda não foram divulgadas, você poderá conferir a seguir as informações referentes a 2018. Veja quem teve que declarar esse ano:

  • Quem recebeu rendimentos de R$ 1.903,99 a R$ 2.826,65 deve declarar e pagar uma alíquota de 7,5%;
  • Quem recebeu rendimentos de R$ 2.826,66 a R$ 3.751,05 deve declarar e pagar uma alíquota de 15%;
  • Quem recebeu rendimentos de R$ 3.751,06 a R$ 4.664,68 deve declarar e pagar uma alíquota de 22,5%;
  • Quem recebeu rendimentos acima de R$ 4.664,68 deve declarar e pagar uma alíquota de 27,5%.

Com o simulador IRPF 2019 você consegue obter todos os valores necessários para fazer a declaração corretamente.


Cálculo com simulador IRPF 2019 

O cálculo do IRPF não é tão simples assim de se fazer, por isso, utilizar o simulador IRPF 2019 ajuda muito quem precisa saber sobre esses valores.

Confira os passos abaixo e veja como é fácil utilizar esse simulador:

  • Acesse o site da Receita Federal → clicando aqui
  • Escolha o tipo de cálculo que deseja fazer, se é mensal ou anual;
  • Na tela que abrir, você deverá preencher corretamente os valores dos seus rendimentos tributáveis e as deduções aplicáveis sobre os seus rendimentos, como a quantidade de dependentes, valor da pensão alimentícia, entre outras.

Assim que preencher essas informações, você será informado sobre os valores do seu IRPF para fazer a sua declaração corretamente.



Quem pode cair na Malha Fina?

Muitos brasileiros morrem de medo de cair na Malha Fina, mas você já ouviu aquela frase, “Quem não deve, não teme”?

Se você informou corretamente todos os seus rendimentos, não precisa ter medo.

A Receita Federal investiga todas as declarações do IRPF e verifica se todos os dados estão corretos.

Por exemplo, se alguma declaração não está coerente com os valores apresentados, a pessoa cai na malha fina, ou seja, sua declaração é retida por inconsistência de valores, o cidadão recebe a notificação e tem a possibilidade de fazer as correções necessárias.

Restituição IRPF 2019: Cronograma, Lotes, Valor

Alguns cidadãos brasileiros tem o direito de receber a Restituição IRPF 2019. Esse saldo a receber é determinado pela Receita Federal que calcula o valor de todas as deduções que foram feitas dos rendimentos desses cidadãos. Descubra agora se você tem direito ou não de receber a Restituição IRPF 2019.

Restituição IRPF 2019
Restituição IRPF 2019

O Governo Federal, através da Receita Federal, recolhe de alguns cidadãos um tributo chamado IRPF 2019 ou Imposto de Renda para Pessoa Física. Esse tributo nada mais é do que o pagamento de uma porcentagem para o Governo de tudo o que você ganhou.

Nem todos os cidadãos devem fazer esse pagamento e a declaração do Imposto de Renda, pois é determinada uma faixa de rendimentos para que essa ação seja obrigatória. Os brasileiros já estão tão acostumados com a cobrança de inúmeros impostos que esse tributo acaba sendo só mais um.

Valor do IRPF 2019

Como nós dissemos anteriormente, nem todos os brasileiros precisarão declarar o IRPF em 2019. Existe uma faixa de rendimentos que torna essa declaração obrigatória.

As informações para 2019 ainda serão atualizadas, pois até o momento não existe nenhum valor oficial de rendimentos para esse ano.

As informações a seguir são referentes a 2017/2018. Acompanhe para você já ter uma noção a partir de quais valores essa declaração se torna obrigatória.

Quem deve declarar? Confira:

  • Pessoas que obtiveram rendimentos no valor de R$ 1.903,99 a R$ 2.826,65 devem declarar e ainda pagam uma alíquota de 7,5%;
  • Pessoas que obtiveram rendimentos no valor de R$ 2.826,66 a R$ 3.751,05 devem declarar e ainda pagam uma alíquota de 15%;
  • Pessoas que obtiveram rendimentos no valor de R$ 3.751,06 a R$ 4.664,68 devem declarar e ainda pagam uma alíquota de 22,5%;
  • Pessoas que obtiveram rendimentos maiores que R$ 4.664,68 devem declarar e ainda pagam uma alíquota de 27,5%.

Com esses valores deu para você entender que quem teve rendimentos menores que R$ 1.903,99 não precisa fazer nenhuma declaração e nem pagar o IRPF.


Cronograma de lotes da Restituição IRPF 

O cronograma completo com todas as datas referentes aos pagamentos da Restituição IRPF 2019 será divulgado também em breve. É preciso ter um pouco mais de paciência.

Até o momento da elaboração deste artigo, havia sido publicado em Diário Oficial o Ato Declaratório referente a restituição de 2018, com ano base 2017.

As datas de pagamentos acontecem a partir de julho e se estendem até dezembro de 2018. Serão sete lotes no total. Abaixo você confere quais são eles e suas respectivas datas de pagamento:

  • I – 1º lote, em 15 de junho de 2018;
  • II – 2º lote, em 16 de julho de 2018;
  • III – 3º lote, em 15 de agosto de 2018;
  • IV – 4º lote, em 17 de setembro de 2018;
  • V – 5º lote, em 15 de outubro de 2018;
  • VI – 6º lote, em 16 de novembro de 2018;
  • VII – 7º lote, em 17 de dezembro de 2018.

Quem tem prioridade de receber essa restituição?

Algumas pessoas terão prioridade de receber essa restituição. Essa prioridade também se estenderá para o pagamento da Restituição IRPF 2019.

  • Prioridade aos contribuintes que possuam idade igual ou superior a 60 anos;
  • Prioridade absoluta aos contribuintes maiores de 80 anos;
  • Prioridade aos contribuintes portadores de deficiência mental ou física;
  • Prioridade aos contribuintes portadores de moléstias graves;
  • Prioridade aos contribuintes que possuam como maior fonte de renda o exercício do magistério.


Consulta da Restituição IRPF 2019

Você poderá consultar a sua Restituição IRPF 2019 de três maneiras diferentes: online, presencial ou pelo celular. Confira a seguir.

Online

  • Acesse esse site
  • Preencha o seu CPF e data de nascimento;
  • Clique em “Consultar” e confira todas as informações da sua pesquisa.

Presencial

  • Visite esse site e localize a unidade mais próxima de você.

Celular

  • Entrar na “Play Store” ou “App Store” do seu celular e digitar na busca o nome “Pessoa Física”, clicar em “baixar” ou “instalar”;
  • Depois do download, abrir o aplicativo no seu celular e preencher as informações que forem necessárias para realizar a consulta.

Extrato IRPF 2019: Como Consultar? Número do Recibo

A Receita Federal é o órgão público responsável pelo recolhimento do Imposto de renda de pessoa física e jurídica. O contribuinte poderá tirar o extrato IRPF 2019 pessoalmente ou pela internet. Continue a sua leitura e veja como é fácil fazer a emissão do seu extrato IRPF 2019.

Extrato IRPF 2019
Extrato IRPF 2019

Saber como fazer a emissão do extrato do Imposto de Renda é de grande valia para o contribuinte que quer acompanhar de perto a sua situação econômica com a Receita Federal.

Esse imposto de renda de pessoa física nada mais é do que uma contribuição feita em dinheiro para o Governo Federal brasileiro.

Na prática, para você entender melhor, essa declaração do imposto de renda de pessoa física é um documento onde o cidadão declara todos os seus rendimentos obtidos no ano para que a Receita Federal possa comparar com o valor que foi contribuído para o governo.

Caso os valores não batam, o cidadão fica retido em malha fina.


Para que serve o Extrato IRPF 2019?

Ao emitir o Extrato IRPF 2019, o cidadão pode acompanhar toda a sua situação como contribuinte. Com esse extrato, você poderá conferir as seguintes informações:

  • Quais foram as pendências que deixaram a declaração retida em malha fina e como resolver essas pendências por meio de agendamento de atendimento, onde será necessário apresentar os documentos comprobatórios de todas as informações ou por meio de retificação da declaração;
  • Saber se todas as quotas do IRPF estão sendo cobradas e pagas de forma correta ao Governo;
  • Poder fazer a solicitação de alteração dos débitos feitos de forma automática das quotas;
  • Parcelar e identificar todos os débitos.

 


Como emitir o Extrato IRPF 2019

Para você fazer a emissão do seu Extrato IRPF 2019, é necessário que você visite o site oficial da Receita Federal. Lembre-se: não visite links estranhos enviados para o seu e-mail ou qualquer outro que parecer suspeito.

Preencher suas informações em sites fraudulentos pode acarretar em sérios problemas para você. Os roubos de informações pessoais por quadrilhas especializadas nesses tipos de crimes estão cada vez mais frequentes. Não seja mais uma vítima.

Abaixo você confere como fazer a emissão e consulta do IRPF 2019.

Para você ter acesso ao seu extrato é necessário ter o código de acesso ou Certificado Digital.

Como gerar o código de acesso

  • Acesse → esse site
  • Preencha o seu CPF, data de nascimento e caracteres da imagem e clique em “Avançar”;

  • Digite todos os dados que forem solicitados e os números do recibo do IRPF, crie uma senha e em seguida clique em “Gerar código”;

  • Guarde esse número que for gerado;
  • Acesse → esse site
  • Preencha o número do seu CPF, código de acesso, senha e clique em “Avançar”.


Como gerar o Certificado Digital

Para solicitar a emissão do Certificado Digital, é necessário visitar o site de qualquer uma das empresas autorizadas pela Receita Federal a fazer a emissão deste documento. Elas são chamadas também de Autoridades Certificadoras Habilitadas.

Acesse → essa página e escolha a sua para fazer a emissão.

Acesse o site empresa e siga todos os procedimentos.

Tabela IRPF 2019: Tabela Progressiva IRPF Atualizada 2019

Muitos brasileiros estão acostumados com o pagamento de impostos e, por isso, estão em busca da tabela IRPF 2019 atualizada para saber quanto será deduzido de seus rendimentos. Quer saber mais informações sobre esse imposto e a tabela IRPF 2019? Continue conosco pelos próximos parágrafos e explicaremos tudo o que você precisa saber.

Tabela IRPF 2019
Tabela IRPF 2019

É importante que você entenda exatamente o que é o Imposto de Renda antes que de consultar a tabela IRPF 2019. Assim, você saberá exatamente o que deve pagar.

Vamos conferir, a seguir, o que é o Imposto de Renda!

Imposto de Renda 2019

Como dissemos, os brasileiros estão acostumados a pagar impostos, mas muitos pagam sem saber exatamente o que estão pagando.

IRPF 2019 é a sigla para Imposto de Renda da Pessoa Física. Esse é o nome dado ao tributo que os brasileiros pagam anualmente para o Governo. Porém, nem todos precisam declarar (ou seja, pagar) o Imposto de Renda. Somente deve declarar quem obtiver rendimentos superiores a faixa mínima determinada pelo Governo.

No final do artigo, quando você for conferir a tabela IRPF 2019, saberá qual é esse valor mínimo, mas por enquanto, aproveite para conhecer alguns outros conceitos importantes sobre o Imposto de Renda.


O que é a declaração de Imposto de Renda?

Anualmente, o cidadão que recebe acima do valor mínimo determinado pelo Governo deve fazer a declaração do Imposto.

Isso significa que o cidadão precisa fazer o download de um programa Imposto de Renda, preencher todas as informações necessárias sobre rendimentos, dados pessoais e outros e enviar para o Governo.


O que é Restituição IRPF?

Quando o cidadão é contribuinte, ou seja, quando precisa fazer a declaração do Imposto de Renda, dependendo dos valores declarados e das suas deduções, o Governo pode entender que ele teve algumas “perdas” e, no final das contas, pode ter uma restituição a receber, ou seja, um dinheiro de volta.

Isso geralmente acontece quando o cidadão tem muitas deduções seus rendimentos tais como gastos com dependentes ou despesas médicas.


O que é Malha Fina IRPF?

É provável que você conheça alguém que já “caiu na malha fina”. Não sabe o que isso quer dizer? Explicaremos a seguir.

Malha fina é o nome de um processo do Governo que busca inconsistências em todas as declarações feitas pelos contribuintes. Caso um contribuinte declare menos do que realmente ganhou, ele tem sua declaração retida e, a partir desse momento, é notificado e tem alguns dias para fazer a correção.

Quando isso acontece, diz-se popularmente que ele “caiu na malha fina”.


Tabela IRPF 2019 – Tabela Progressiva IRPF Atualizada 2019

É de acordo com a tabela IRPF 2019 que os cidadãos sabem o quanto será deduzido de seus rendimentos. Em outras palavras, quando ele ganha muito, uma parte do que ganhou vai para o Governo.

Até o momento, a tabela IRPF 2019 ainda não foi divulgada, mas assim que isso acontecer, atualizaremos essa matéria para você consultar IRPF 2019. Por enquanto, confira abaixo a tabela vigente de 2018.

Rendimento mensal Alíquota de desconto no IR
Até R$ 1.903,98 Isento
De R$ 1.903,99 a R$ 2.826,65 7,5%
De R$ 2.826,66 a R$ 3.751,05 15%
De R$ 3.751,06 a R$ 4.664,68 22,5%
Acima de R$ 4.664,68  27,5%

Cronograma IRPF 2019: Calendário IR, Restituição

Os brasileiros que são obrigados a declarar o Imposto De Renda Para Pessoa Física estão ansiosos para saber todas as informações sobre o cronograma IRPF 2019. No artigo de hoje vamos falar um pouco sobre esse assunto para você entender como funciona o cronograma IRPF 2019.

Cronograma IRPF 2019
Cronograma IRPF 2019

O Imposto De Renda Para Pessoa Física é um tributo que alguns brasileiros devem pagar obrigatoriamente ao Governo Federal. Essa cobrança é feita apenas uma vez por ano e ela significa que uma parte do dinheiro que você ganhou com os seus rendimentos vai para o governo.

As declarações de imposto de renda das pessoas físicas em 2018 só foram obrigatórias para os cidadãos que receberam rendimentos superiores a R$ 1.903,99 no mês, ou seja, isso significa que apenas quem ganhou acima desse valor deve fazer a declaração.

Para entender melhor como funcionam essas declarações, ler esse artigo vai te ajudar muito.

Quem precisa declarar o IRPF? 

Nem todos os cidadãos brasileiros devem fazer a declaração do Imposto De Renda e anualmente este valor é ajustado. Em breve, atualizaremos todas as informações referentes a 2019.

A tabela do Imposto De Renda não vem sendo atualizada desde 2015, ou seja, desde então esse valor não sofreu nenhuma alteração.

Pode ser que até 2019 ocorra ainda alguma alteração no cronograma IRPF 2019 e em seus valores. Enquanto isso não acontece, você pode conferir as seguintes informações sobre quem deve declarar:

  • Pessoas que ganharam rendimentos de até R$ 1.903,98 mensais não precisam fazer a declaração;
  • Pessoas que ganharam rendimentos de R$ 1.903,99 a R$ 2.826,65 devem declarar e pagam uma alíquota de 7,5%;
  • Pessoas que tiveram rendimentos de R$ 2.826,66 a R$ 3.751,05 devem declarar e pagar uma alíquota de 15%;
  • Pessoas que tiveram rendimentos de R$ 3.751,06 a R$ 4.664,68 devem declarar e pagam uma alíquota de 22,5%;
  • Pessoas que tiveram rendimentos maiores que R$ 4.664,68 devem declarar e pagam uma alíquota de 27,5%.

Você tem direito a Restituição do IRPF?

Um dos tópicos presentes no cronograma IRPF 2019 diz respeito a restituição do Imposto De Renda. Muitos cidadãos brasileiros já ouviram falar sobre esse tema, mas não sabem ao certo o que significa.

Todos os anos, a Receita Federal, através do seu sistema, verifica todas as deduções dos seus contribuintes e checa se elas foram referentes a gastos com despesas médicas, com dependentes, entre outras.

Se for constatado que sim, o sistema determina que sejam aplicados descontos nessa declaração, podendo resultar em algum dinheiro que esses contribuintes poderão receber.


Cronograma IRPF 2019

Ainda não foi publicado oficialmente o cronograma e o calendário referente ao IRPF de 2019. Consulte o IRPF 2019 e o seu cronograma! 

Lote Data Remuneração Selic Declarações transmitidas até:
1 15/06/2018 Não informada Prioridades
2 16/07/2018 Não informada  
3 15/08/2018 Não informada  
4 17/09/2018 Não informada  
5 15/10/2018 Não informada  
6 16/11/2018 Não informada  
7 17/12/2018 Não informada  

O cronograma pode ser consultado nessa página

Geralmente, essa declaração é feita no meio do ano. Todo o processo de declaração é feito de maneira online através do programa da Receita Federal. Você poderá acessar e baixar através desse site

Escolha a opção para fazer o seu download, espere o programa baixar e preencha todas as informações necessárias.

Para consultar informações sobre o seu imposto, você deverá visitar o site oficial da Receita Federal

Programa IRPF 2019: Baixar Programa Imposto de Renda 2019

Alguns brasileiros são obrigados a declarar o Imposto de Renda para Pessoa Física (IRPF). Essa declaração é feita de maneira online e para isso é preciso baixar o Programa IRPF 2019. No artigo de hoje você vai aprender a baixar o Programa IRPF 2019 e verificar como é fácil mexer nele!

Programa IRPF 2019
Programa IRPF 2019

Antes de baixar esse programa, é muito interessante que você entenda o que é esse imposto e porque é necessário fazer essa declaração, pois vão existir termos do tipo restituição e malha fina e se você não souber o que é, não saberá fazer a declaração.

Entenda o que é o IRPF

O IRPF ou Imposto de Renda da Pessoa Física é um tributo no qual todas as pessoas devem contribuir para o Governo anualmente.

O valor determinado de contribuição para 2019 ainda não foi divulgado. Em 2018, o cidadão que teve os seus rendimentos acima de R$ 1.903,99 ao mês foi obrigado a declarar esse imposto.

A declaração desse imposto significa que uma parte que você ganhou vai para o Governo.


Qual valor eu devo declarar no IRPF?

Não existe um valor fixo do Imposto de Renda que deve ser declarado todos os anos, pois o mesmo é determinado de acordo com as faixas de rendimentos.

Os valores dos rendimentos para 2019 ainda não foram determinados, mas a seguir reunimos algumas informações importantes sobre as faixas de rendimentos referentes a 2018.

Confira os valores de acordo com as alíquotas IRPF 2019:

  • Cidadãos com rendimentos de até R$ 1.903,98 por mês não são obrigados a declarar o Imposto de Renda (esses casos são chamados de isentos);
  • Cidadãos que recebam mensalmente rendimentos de R$ 1903,99 a R$ 2.826,65 devem pagar uma alíquota de 7,5%;
  • Cidadãos que recebam mensalmente rendimentos de R$ 2.826,66 a R$ 3.751,05 devem pagar uma alíquota de 15%;
  • Cidadãos que recebam mensalmente rendimentos de R$ 3.751,06 a R$ 4.664,68 devem pagar uma alíquota de 22,5%;
  • Cidadãos que recebam mensalmente rendimentos superiores a R$ 4.664,68 devem pagar uma alíquota de 27,5%.


Entenda o que é Malha Fina

Você, que faz a declaração do imposto de renda utilizando o Programa IRPF 2019, já deve ter ouvido alguém falar que não gostaria de cair na Malha Fina, mas você sabe o que realmente significa isso?

A Malha Fina é um processo onde o Governo Federal investiga todas as declarações feitas pelos cidadãos. São nessas investigações que pessoas que declaram menos do que ganham são pegas. Ser pega significa que a declaração feita foi retida por alguma inconsistência.

A pessoa é notificada e chamada para fazer as devidas correções.


Como baixar o Programa IRPF 2019?

Quem precisa fazer a declaração do Imposto Renda para pessoa física deve baixar o Programa IRPF 2019. A seguir vamos te ensinar alguns passos para você executar essa tarefa. Acompanhe:

  • O primeiro passo é você acessar esse site;
  • Escolha o tipo de preenchimento da sua declaração e clique nele;

  • Por exemplo, se você escolheu a opção Windows, na tela que abrir, clique na opção “Programa IRPF” para baixá-lo;

  • Espere terminar o download e siga todas as etapas corretamente para preencher e enviar sua declaração.

Consulta IRPF 2019: Restituição, Valor, Malha Fina

O Imposto de Renda da Pessoa Física é um tributo que muitos brasileiros devem pagar anualmente, mas se por algum motivo acabam pagando a mais do que precisam, tem direito a restituição e através da consulta IRPF 2019 é possível conferir se algum dinheiro está disponível. Quer saber como fazer a consulta IRPF 2019? Continue acompanhando!

Consulta IRPF 2019
Consulta IRPF 2019

Antes de começarmos a falar sobre a consulta IRPF 2019, você precisa entender melhor como tudo funciona. Se não souber o que é Imposto de Renda, restituição e malha fina, não entenderá nada a respeito da consulta.

Nos próximos parágrafos, vamos abordar esses principais tópicos. Continue conosco!

O que é Imposto de Renda?

O nome é popular, mas muitos não sabem realmente o que o Imposto de Renda representa.

Imposto de Renda da Pessoa Física 2019 (ou IRPF) é o nome que recebem os tributos que os contribuintes brasileiros devem pagar anualmente ao Governo. O cidadão só precisará pagar o IRPF em 2018 caso seus rendimentos em 2017 tenham extrapolado o valor determinado pelo Governo que, atualmente, é de R$ 1.903,99 ao mês.

Em outras palavras, você precisará declarar o IR em 2018 se ganhou mais de R$ 1.903,99 por mês em 2018.

 

Na prática, a declaração significa que uma parte do que você ganhou vai para o Governo.


Qual o valor do Imposto de Renda?

O valor do Imposto de Renda não é fixo, já que o mesmo é determinado com base em faixas de rendimentos.

Vamos conhecer todas as faixas vigentes a seguir para que, logo mais, ao final da matéria, você possa aprender a fazer a consulta IRPF 2019.

  • Cidadãos que possuem rendimento de até R$ 1.903,98 ao mês não precisam declarar Imposto de Renda (são chamados de isentos);
  • Cidadãos que recebam rendimento de R$ 1.903,99 a R$ 2.826,65 pagam uma alíquota de 7,5%;
  • Cidadãos que recebam rendimento de R$ 2.826,66 a R$ 3.751,05 pagam uma alíquota de 15%;
  • Cidadãos que recebam rendimento de R$ 3.751,06 a R$ 4.664,68 pagam uma alíquota de 22,5%;
  • Cidadãos que recebam rendimento superior a R$ 4.664,68 pagam uma alíquota de 27,5%.

O que é Malha Fina?

Você já ouviu a frase “quem não deve, não teme”? Ela combina muito bem com o assunto Malha Fina.

Se você é um cidadão de bem, honesto e que faz sua declaração de Imposto de Renda corretamente, não precisa ter medo da Malha Fina. Por quê? Explicamos a seguir.

Malha Fina é um processo que serve para investigar a fundo as declarações de IR. Durante esse processo, o Governo busca inconsistências nas declarações, ou seja, pessoas que declararam menos do que ganharam, que preencheram dados incorretamente ou que deixaram de fornecer alguma informação importante.

Quando dissemos que alguém “caiu na Malha Fina”, popularmente, quer dizer que a pessoa teve sua declaração retida por alguma inconsistência e, a partir desse momento, o Governo a notifica e ela tem a chance de fazer as devidas correções.


O que é Restituição do IRPF?

Quando o cidadão faz a declaração, o sistema faz algumas contas e verifica se ele teve muitas deduções de seus rendimentos como despesas médicas e gastos com dependentes, por exemplo. Se o sistema determinar que sim, ele pode ganhar descontos e, no final, ter algum dinheiro para receber. Isso é o que chamamos de Restituição do IRPF.


Aprenda a fazer a Consulta IRPF 2019

Fazer a consulta IRPF 2019 e verificar se você tem dinheiro a receber é muito fácil. Para isso, basta que você acesse essa página, digite os dados solicitados nos campos exibidos e clique em “Consultar”.

A consulta para 2019 só funcionará depois que você já tiver feito a declaração do IR de 2018 e depois que o Governo começar a divulgar os lotes de restituição.

Alíquotas IRPF 2019: Tabela, Como Consultar Imposto de Renda

Os cidadãos que declaram o imposto de renda para pessoa física estão ansiosos para saber mais informações sobre as Alíquotas IRPF 2019. A Receita Federal é quem determina os valores das Alíquotas IRPF 2019. Sabendo esses valores, os cidadãos conseguem calcular os descontos que terão em seus rendimentos!

Alíquotas IRPF 2019
Alíquotas IRPF 2019

As alíquotas servem para que os cidadãos saibam quais serão os valores que devem ser descontados na sua declaração do imposto de renda.

Todos os anos, o Governo Federal e a Receita Federal determinam o valor mínimo de rendimentos que o cidadão deve ganhar para que seja obrigado a declarar esse imposto. É na tabela do imposto de renda que estão contidos esses valores mínimos.

Tabela de Alíquotas IRPF 2019

Os valores das alíquotas IRPF 2019 serão divulgados em breve, por isso, a tabela ainda não pode ser consultada.

Os cidadãos podem observar que desde 2015 a tabela do imposto de renda não foi atualizada e não sabemos se haverá alguma correção para 2019.

Mesmo não sabendo sobre essa informação oficialmente, você poderá conhecer a seguir a tabela com os valores vigentes desde 2015 e válidos até o momento. Veja a seguir:

  • Todos os cidadãos que possuem um rendimento de até R$ 1.903,98 mensalmente não precisam fazer a declaração do Imposto de Renda;
  • Todos os cidadãos que recebam um rendimento de R$ 1.903,99 até R$ 2.826,65 devem pagar uma alíquota de 7,5%;
  • Todos os cidadãos que recebam um rendimento de R$ 2.826,66 até R$ 3.751,05 devem pagar uma alíquota de 15%;
  • Todos os cidadãos que recebam um rendimento de R$ 3.751,06 até R$ 4.664,68 devem pagar uma alíquota de 22,5%;
  • Todos os cidadãos que recebam um rendimento superior a R$ 4.664,68 devem pagar uma alíquota de 27,5%.


Como fazer a declaração e consultar o IRPF?

Por enquanto, ainda não é possível fazer a declaração do imposto de renda para 2019, mas em breve novas informações sobre as Alíquotas IRPF 2019 serão divulgadas.

Mesmo assim, você poderá acompanhar as informações a seguir para aprender a consultar o seu imposto de renda pela internet. 

Siga as informações abaixo e aprenda a como declarar o imposto de renda 2019:

  • O primeiro passo é visitar o site oficial da Receita Federal clicando aqui
  • Preencha todas as informações que forem solicitadas como o CPF, a data de nascimento e os caracteres correspondente à imagem;
  • Clique na opção “Consultar”.

Ao preencher os números do seu CPF, não esqueça de prestar atenção para não faltar nenhum número. Quando for preencher os números da sua data de nascimento, não utilize os 4 dígitos do ano. Apenas 2 são necessários.


Saque da restituição IRPF

Apenas os cidadãos que contribuíram a mais durante o ano podem receber o dinheiro da restituição do imposto de renda.

É importante que o cidadão saiba que a restituição do seu imposto de renda ficará disponível para saque pelo período de apenas 1 ano.

Portanto, se informe sobre os lotes do Imposto de Renda no site da Receita Federal e veja se você tem algum valor a receber.

IMPOSTO DE RENDA 2019: Quem deve declarar IRPF?

Muitas pessoas já estão procurando informações a respeito do Imposto de Renda 2019. Esse tributo, que preocupa muitos brasileiros, especialmente os que devem fazer a declaração, existe desde 1922 no modelo atual. O Imposto de Renda 2019 é o nosso assunto de hoje. Não deixe de acompanhar!

como- declarar-Imposto-de-Renda-2019
Como Declarar o Imposto de Renda 2019

O que é Imposto de Renda 2019?

É possível que muitas pessoas que estão lendo essa matéria agora não saibam exatamente o que é o Imposto de Renda, apenas estão acostumadas a fazer a declaração e ouvir falar sobre o assunto.

Se você é uma dessas pessoas, é hora de entender melhor sobre o Imposto de Renda. É seu dever como cidadão se manter bem informado a respeito dos tributos existentes no país, portanto, não deixe de acompanhar as explicações a seguir – seremos breves e logo já falaremos sobre o Imposto de Renda 2019 e quem deve declarar o mesmo.

O Imposto de Renda, também chamado de imposto sobre rendimento ou imposto sobre renda é um tributo que existe não somente no Brasil, mas em quase todos os países do mundo. Os contribuintes, ou seja, aqueles que se encaixam no grupo dos que devem declarar o IRPF 2019, são obrigados a pagar uma porcentagem da sua renda para o Governo.

Em outras palavras, anualmente, o Governo determina o valor mínimo de rendimentos para que o brasileiro seja obrigado a declarar o IRPF 2019. Se ele receber acima desse valor mínimo, entende-se que houve uma nova riqueza produzida por ele, seja por capital e/ou fruto de trabalho, e então uma alíquota (porcentagem) deve ser aplicada sobre essa renda. Essa porcentagem vai para o Governo.

Quem deve declarar o Imposto de Renda 2019?

Como dissemos, o valor mínimo para declaração Imposto de Renda 2019 é ajustado anualmente. Porém, dependendo do cenário da economia, o Governo pode optar por não ajustar esse valor.

Desde 2015, a tabela de Imposto de Renda não vem sendo corrigida pelo Governo, ou seja, o valor não se alterou desde então.

Ainda não sabemos se haverá correção na tabela do Imposto de Renda 2019, mas o que sabemos por enquanto é que:

  • Pessoas que ganham até R$ 1.903,98 por mês não precisam fazer a declaração do Imposto de Renda;
  • Pessoas que ganham de R$ 1.903,99 até R$ 2.826,65 pagam uma alíquota de 7,5%;
  • Pessoas que ganham de R$ 2.826,66 até R$ 3.751,05 pagam uma alíquota de 15%;
  • Pessoas que ganham de R$ 3.751,06 até R$ 4.664,68 pagam uma alíquota de 22,5%;
  • Pessoas que ganham acima de R$ 4.664,68 pagam uma alíquota de 27,5%.

Como é possível observar, quanto maiores os rendimentos, maiores as alíquotas, ou seja, quanto mais você ganhar, maior será a parcela deduzida do seu IR (paga ao Governo).

Assim que forem divulgadas novas informações sobre o Imposto de Renda 2019 e suas novas faixas de isenção e alíquotas, atualizaremos essa matéria para você se informar.

O Imposto de Renda 2019 deve ser declarado anualmente. Para obter mais informações, acesse o site oficial da Receita Federal clicando aqui